O que eu preciso saber antes de adquirir um sistema fotovoltaico?

img

Os sistemas de geração de energia solar trazem economia e diversos benefícios para os consumidores. Ao optar por investir em um sistema fotovoltaico, os consumidores devem ter cuidado no processo de compra, instalação e homologação do produto. Confira abaixo algumas perguntas que você deve fazer antes de obter seu sistema:

 

1) Minha casa tem estrutura para instalação?

Antes de mais nada, o consumidor deve saber se sua casa está apta a receber o sistema. Primeiramente deve-se atentar a estrutura do ambiente, se o madeiramento ou a ferragem de suporte das telhas está em boas condições. Uma placa pesa em média 25 kg, e tem cerca de 2 m², com isso o peso por metro quadrado fica em torno de 12,5 kg por m². Uma forma fácil de analisar se a estrutura comporta uma instalação fotovoltaica é: se um adulto sobe no telhado e o telhado aguenta normalmente, provavelmente a cobertura está apta a receber uma instalação fotovoltaica. Além disso, com uma breve inspeção visual dos nossos engenheiros, já é possível verificar se a estrutura necessita de um estudo mais avançado. Caso haja dúvidas e receio, recomenda-se a contratação de um profissional da área para atestar a qualidade e capacidade do telhado.

Tão importante quanto a estrutura física é a infraestrutura elétrica da residência ou empreendimento. A rede deve se encontrar em boas condições e ser robusta o suficiente para suportar os níveis de tensão e corrente gerados pelos equipamentos. Outro ponto importante é o aterramento, deve-se sempre ficar alerta e solicitar a empresa contratada que faça o aterramento adequado dos inversores e das placas, para que o sistema encontre-se sempre protegido.

 

2) Qual o meu consumo mensal de energia?

Todas as concessionárias do Brasil informam na fatura de energia o consumo em kWh (quilo-watt hora) dos últimos 12 meses.  Com esses dados estima-se uma média de consumo mensal, a partir daí as empresas farão o dimensionamento do sistema de geração. Vários pontos impactam na produção do sistema, desde a localização, orientação e até angulação dos módulos. Antes de adquirir o sistema, deve se sempre analisar a possibilidade de aumento de consumo de energia. Caso exista o planejamento de aquisição de mais equipamentos, como ar condicionado por exemplo, a empresa responsável pela instalação fotovoltaica precisa tomar conhecimento para que o consumo destes aparelhos seja projetado para o sistema de geração.

 

3) Que equipamentos preciso adquirir?

O sistema de geração fotovoltaica é composto pelos módulos solares, inversor de frequência, string box, estrutura de fixação adequada para o telhado, cabeamento e toda a infraestrutura elétrica com as proteções adequadas.

Existem hoje no mercado diversas marcas de equipamentos, recomenda-se sempre uma avaliação dos produtos oferecidos. Como a energia solar se trata de um investimento de longo prazo, não se deve apenas analisar preço, mas sim garantias, credibilidade e confiabilidade dos fornecedores e fabricantes.

 

4) Posso fazer a instalação sozinho?

Não!

Apesar de o kit gerador muitas vezes ser faturado direto ao consumidor final por algumas empresas, fazer a instalação por conta própria pode expor o indivíduo a erros e acidentes graves. Os módulos solares ligados em série trabalham com níveis elevados de tensão, que oferecem riscos caso seu manuseio e instalação não seja feito por profissionais adequados. As ligações e pontos de conexão dos inversores também exigem muito cuidado e atenção, pois são os pontos chaves de conversão e passagem de todo o montante de energia produzida.

Além dos riscos na instalação, para conexão com a rede da concessionária e homologação do sistema de geração é necessário um projeto feito por um engenheiro eletricista acompanhado de uma ART (anotação de responsabilidade técnica) atestando a consonância do sistema com a norma vigente.

Outra vantagem ao contratar uma empresa capacitada, é o dimensionamento correto do sistema, para produção de toda a energia consumida, com base em todos os dados de localização e orientação da instalação.

 

5) Como deve ser feita a manutenção?

A manutenção periódica do sistema é simples, trata-se de uma lavagem com água e detergente neutro nos módulos com um intervalo médio entre seis meses e um ano. Caso a instalação apresente falhas na geração, deve-se sempre contatar a empresa contratada ou um profissional adequado para verificar e corrigir o ocorrido.

 

Tem interesse em gerar sua própria energia? Entre em contato conosco e solicite seu orçamento sem custos e sem compromisso!

Solicite acessando o link: https://ecovoltsolar.eng.br/orcamento

Telefone/Whatsapp: (45) 984-045-771

e-mail: contato@ecovoltsolar.eng.br